quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Oficinas Terapêuticas em Vitória/ Espírito Santo

A palavra “oficina” possui variadas acepções, entre elas: “lugar onde se verificam grandes transformações” e “lugar onde se exerce um ofício”, ou seja, uma ocupação (trabalho) de ordem manual e/ou intelectual. A oficina terapêutica engloba estes significados, abrindo para o indivíduo espaços de expressividade e de criação livre e espontânea, que permitem que este ao produzir algo, produza a si mesmo e se perceba de forma integrada.

As oficinas terapêuticas são uma possibilidade de intervenção terapêutica eficaz e delas podem participar variados grupos: idosos, crianças, adolescentes, portadores de transtorno mental grave e psicossomáticos, ou mesmo, pessoas que, desgastadas pelo estresse cotidiano, encontram-se em estado de estafa e/ou desequilíbrio emocional. 

Esta abordagem terapêutica visa possibilitar que participante recupere o equilíbrio perdido, a autonomia, que volte a sonhar, a se interessar pela vida, pelas pessoas e por si mesmo. O Ministério da saúde, através da portaria 189, de novembro de 1991, regulamentou e instituiu as oficinas terapêuticas como uma sendo atividades extrahospitalares de socialização e reinserção social.

As múltiplas possibilidades da linguagem da ARTE permitem que o real seja trabalhado por meio do simbólico, elas são profiláticas, evitam o adoecimento por propiciarem uma suplência subjetiva. Lúdicas e não invasivas, as oficinas evitam que muitos afetos e silêncios sejam somatizados, ou seja, que sentimentos se transformem em sintomas e doenças corporais.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oficina de Arteterapia no curso de saúde coletiva da UFES, no Hucam (prof. Dr.ª Renata Bomfim)

Realizamos uma intervenção criativa junto aos alunos do curso de Saúde coletiva da UFES , a  convite da professora Dr.ª Marluce  Mechelli ...